A carregar o formulário...
Quer aderir?
Ligamos Grátis
O que fazer para manter uma boa saúde mental em tempos de pandemia?

O que fazer para manter uma boa saúde mental em tempos de pandemia?

Em tempos de pandemia global a nossa saúde mental pode ser prejudicada devido a fatores primários, como medo do próprio vírus, ou devido a fatores secundários, como aqueles associados ao isolamento. No entanto, existem várias maneiras de proteger e melhorar a saúde mental durante estes momentos. Este artigo sugere algumas maneiras de se manter saudável durante esse período.


Filtrar notícias e limitar o uso de redes sociais

Notícias constantes sobre a pandemia podem agravar os problemas de saúde mental existentes. Tenha cuidado com o equilíbrio entre assistir notícias importantes e aquelas que podem fazer-lo sentir deprimido e perturbar a sua saúde mental. Para tomar medidas concretas para proteger a si e aos seus familiares procure informações em fontes confiáveis, como o Serviço Nacional de Saúde. Lembre-se também de avaliar regularmente a sua atividade nas redes sociais. Faça pausas e silencie as notificações que possam trazer-lhe notícias desagradáveis. Existem relatos ou pessoas específicas que estão a aumentar a sua preocupação ou ansiedade? Considere silenciar ou deixar de seguir contas ou hashtags que o deixam ansioso.

Tente não fazer suposições

Não julgue as pessoas e evite tirar conclusões precipitadas sobre quem é o responsável pela disseminação do vírus. O coronavírus pode afetar qualquer pessoa, independentemente do sexo ou etnia.

Mantenha a sua rotina

As rotinas diárias podem desempenhar um papel importante na proteção da saúde mental. Manter as rotinas existentes ou criar uma nova é recomendado, e deve incluir: dormir e acordar todos os dias em horários semelhantes, fazer regularmente exercícios físicos, reservar horários específicos para trabalhar e relaxar, comer refeições saudáveis e regulares e manter a higiene pessoal. Aderir a estes hábitos vai aumentar a sua motivação e melhorar o humor e o bem-estar geral.

Faça uma 'dieta anti-depressão'

É provável que a ansiedade aumente durante a crise atual, mas ter um corpo bem nutrido é uma vantagem para lidar com o stress. A comida mediterrânea tradicional, às vezes referida como a 'dieta anti-depressão', pelas suas propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, inclui grãos inteiros, vegetais (principalmente folhas verdes), frutas, bagas, nozes (incluindo amêndoas), sementes e azeite que ajudam a cuidar da sua saúde mental.

Tenha um sono terapêutico

Um sono de boa qualidade é uma forma de terapia durante a noite e aumenta as hipóteses de lidar com emoções fortes com eficácia. Tente acordar e ir para a cama à mesma hora todos os dias. É fundamental conseguir dormir bem durante oito horas. Tomar um banho quente, ajustar a temperatura do quarto e não usar dispositivos eletrónicos duas horas antes de deitar ajuda a ter uma ótima noite de sono.

Exercite-se para combater a depressão

Estudos clínicos mostram que o exercício físico regular produz químicos, como dopamina e serotonina, que são tão eficazes quanto medicamentos antidepressivos ou psicoterapia para tratar a depressão mais branda. A maioria das pessoas não terá acesso a um ginásio durante a crise pandémica, por isso é importante criar uma rotina de exercícios diários em casa. Os especialistas recomendam entre 30-40 minutos de exercícios, três a quatro vezes por semana. Comece aos poucos, com uma caminhada de 10 minutos, depois acrescente alguns minutos diariamente.

Faça algo por si

Uma maneira de melhorar a sua saúde mental é manter-se ocupado. Aprender uma nova habilidade pode ser uma ótima maneira de melhorar o seu bem-estar mental, aumentando o senso de propósito e a autoestima. Quer seja cozinhar, inscrever-se em um curso online ou aprender um novo idioma, usar o seu tempo para ocupar-se de algo do seu interesse pode manter a mente ativa e focada, enquanto preenche o dia.

Faça um plano financeiro pessoal

Se a pandemia esticou as suas despesas, prejudicou o seu salário ou o deixou inseguro sobre suas perspetivas de emprego, essa incerteza pode afetar a sua saúde mental. Planeie as suas finanças, inclusive certificando-se de que recebe todos os benefícios a que tem direito. Com as diferentes restrições em vigor, pode ser útil refazer o seu orçamento doméstico para quando ficar em casa. Lembre-se de que pode economizar dinheiro por não gastar em coisas como transporte e socialização. Considere isso ao analisar o seu orçamento.

Mantenha-se em contacto

A maneira como as pessoas contactam entre si está a mudar, mas isso acontece a um ritmo diferente, dependendo de quem é e o local onde mora.

Mantenha-se em contato com amigos nas redes sociais, mas tente não sensacionalizar as coisas. Se partilhar conteúdo, use o de fontes confiáveis e lembre-se de que os seus amigos também podem estar preocupados.

Fale com seus filhos

É normal sentir-se vulnerável e oprimido enquanto lemos notícias sobre a pandemia, especialmente se teve um problema de saúde mental no passado, se tem um problema de saúde física de longo prazo ou pertence a um dos grupos mais vulneráveis aos efeitos do coronavírus.

É importante reconhecer esses sentimentos de angústia e lembrar-se de cuidar da saúde física e mental. Também devemos estar atentos e evitar hábitos que podem não ser úteis a longo prazo, como fumar, beber e comer demais.

Peça ajuda

Se você tiver um problema de saúde mental agravado pela COVD-19 ou, talvez, estiver a desenvolver novos sintomas de ansiedade ou depressão, é importante pedir ajuda profissional.

Muitos provedores de serviços médicos estão, atualmente, a realizar consultas por videochamada ou telefone. Portanto, aqueles que precisam de apoio emocional ainda podem obter a ajuda de que precisam.

Publicado há 1 mês

Partilhe